Este site utiliza cookies. De uma forma geral, os cookies são utilizados para melhorar a experiência de navegação no site e para melhorar a qualidade dos serviços que disponibilizamos através do mesmo.

Ao clicar “Aceito” está a autorizar a utilização dos nossos cookies. Poderá encontrar mais informação acerca do uso que fazemos de cookies na nossa Política de Cookies.

João Brandão nasceu em Casal da Senhora em 1825. Personalidade controversa, por muitos denominado “terror da beira”, foi um ativo defensor da causa liberal, primeiro colaborando com o seu pai, um ferreiro anti-miguelista, e, mais tarde, como político, tendo sido vereador da Câmara de Midões.

As suas atividades, assim como a instabilidade que se vivia em Midões, levou a que fosse perseguido e acusado de diversos crimes, nomeadamente a morte de um padre, pela qual foi condenado ao degredo, em África, onde acabou por falecer em 1880.

Na aldeia de Casal da Senhora, destaca-se a casa onde viveu João Brandão, um imóvel de cantaria que se inscreve nos modelos da arquitetura popular da Beira. Desenvolve-se em dois pisos (inferior para arrumos e celeiro; superior para habitação), apresentando, na fachada principal, acesso ao andar superior por escadaria de dois lanços. No interior, sobressai a cozinha, com lareira, conservando os restantes compartimentos cobertura e caixilharias de madeira.

A casa de João Brandão encontra-se junto ao cruzeiro do século XVIII e da Capela da Senhora do Campo.

Largo João Brandão
3420 Casal da Senhora - Midões