Este site utiliza cookies. De uma forma geral, os cookies são utilizados para melhorar a experiência de navegação no site e para melhorar a qualidade dos serviços que disponibilizamos através do mesmo.

Ao clicar “Aceito” está a autorizar a utilização dos nossos cookies. Poderá encontrar mais informação acerca do uso que fazemos de cookies na nossa Política de Cookies.

A Grande Rota do Bussaco é um percurso linear, em forma de estrela, com um total de 56 km, que incorpora três ramais distintos e cujo epicentro é a Mata Nacional do Bussaco. Os ramais são constituídos pelos troços Mealhada – Bussaco, numa extensão de 12 km, Mortágua – Bussaco, com 21 km e Penacova – Bussaco, com 23 km. Esta rota, promovida pela CIM-RC, desenvolve-se nos concelhos da Mealhada, Penacova e Mortágua e promove o potencial natural deste território, alavancada na qualidade e exuberância da biodiversidade da Mata Nacional do Bussaco.

Mata Nacional do Bussaco constitui-se como um espaço de rara beleza e riqueza ao nível da biodiversidade, verdadeiro oásis da Região Centro para os amantes do turismo de natureza, possuindo uma das melhores coleções dendrológicas da Europa. Com uma dimensão de 105 ha e situada a uma altitude de cerca de 550 metros, a Mata Nacional do Bussaco, que integra a Região Biogeográfica Mediterrânica, sofre uma forte influência atlântica, o que lhe confere um microclima propício ao desenvolvimento de uma extraordinária diversidade florística e faunística, devido às temperaturas amenas, precipitação elevada e nevoeiros matinais frequentes. Esta combinação climática, associada à diferente exposição solar das suas vertentes, permite ao visitante desfrutar de uma vegetação perenifólia tipicamente mediterrânica (vertente sul) e de uma vegetação caducifólia, típica de climas temperados (vertente norte).No contexto desta exuberante mancha verde, composta por quatro unidades de paisagem, formada pelo Arboreto (cerca de 65% da área da mata), Jardins e Vale dos Fetos, Pinhal do Marquês e Floresta Relíquia, destacam-se, igualmente, um grande número de árvores notáveis e o Adernal, uma formação vegetal única dominada por adernos de grande porte arbóreo. Destaca-se ainda o Palace Hotel do Bussaco (edifício do séc. XIX, de estilo neomanuelino), com o seu “Jardim Novo”, a Via Sacra, única no mundo, à escala de Jerusalém, com uma extensão de 3 km e composta por 20 passos (Prisão e Paixão de Cristo), o convento de Santa Cruz, o Museu Militar, o monumento comemorativo da Batalha do Bussaco, os miradouros, com destaque para a Cruz Alta (550m), entre outros.Para o viajante, o culminar desta grande rota na Mata Nacional do Bussaco permite a descoberta de uma região em três perspetivas, dependendo do ramal que seja percorrido. Se optar pela via Mealhada – Bussaco, aprecie os vinhedos da Bairrada e descubra as caves e adegas onde se produzem os vinhos tintos, brancos e espumantes, sendo o espumante muito apreciado para acompanhar a iguaria gastronómica local mais típica – o leitão assado da Bairrada. Ainda nesta via, descubra a vila de Luso, conhecida pela sua estância termal e pelo consumo de água mineral.

No troço Mortágua – Bussaco, o turista é convidado a percorrer estradões e aldeias que contam histórias e estórias da passagem das tropas napoleónicas pelo território, mas também a desfrutar de uma diversidade faunística e florística proporcionada pelas ribeiras que encontram ao longo do percurso.

 

GR49
Troço Bussaco - Penacova
GR49
Troço Bussaco - Mealhada
GR49
Troço Bussaco - Mortágua

Mapa PDF

Google Maps®