Este site utiliza cookies. De uma forma geral, os cookies são utilizados para melhorar a experiência de navegação no site e para melhorar a qualidade dos serviços que disponibilizamos através do mesmo.

Ao clicar “Aceito” está a autorizar a utilização dos nossos cookies. Poderá encontrar mais informação acerca do uso que fazemos de cookies na nossa Política de Cookies.

O Vale do Rabaçal com a sua paisagem arrebatadora, esculpida pela natureza e edificada pelos homens, envolve-nos ao longo desta jornada. Atravessado pela estrada romana que ligava Lisboa a Braga, itinerário durante a reconquista e traçado primitivo das rotas de peregrinação para Santigo de Compostela, este Vale apresenta solos secos e áridos, sobressaindo na paisagem a vinha e a oliveira, espécie símbolo de resistência e longevidade, com exemplares milenares nesta etapa! Os pequenos rebanhos que ponteiam e musicam estas paragens dão origem ao célebre queijo Rabaçal, uma iguaria de leite de ovelha e cabra, cuja tradição remonta à época romana. É indispensável parar no Rabaçal, não só pela visita à Villa romana (e respetivo museu), como pela subida ao Germanelo, fortificação mandada edificar por Afonso Henriques para defesa da Ladeia. A partir deste antigo Couto de Homiziados, a vista é avassaladora… O Alvorge dá as boas vindas a Ansião, deixando para trás o Vale do Rabaçal e abrindo caminho para a várzea de Santiago da Guarda. O traçado até alcançar a vila de Ansião é maioritariamente rural, ladeado por terrenos agrícolas e por povoações com história secular. Alvorge, é disso, um magnífico exemplo, com um Centro Etnográfico que fará as honras da casa. A partir deste local, pode optar por alcançar Ansião pela variante de Santiago da Guarda, escolha em que sairá a ganhar pela absoluta singularidade dos recursos atravessados. Na aldeia da Granja encontra a Capela de N. Sra. da Orada, a edificação cristã mais antiga de Ansião, ruínas de um Paço Jesuíta com inscrições preciosas e a Casa-Museu dos Fósseis de Sicó. Poucos km volvidos, o Complexo Monumental de Santiago da Guarda estará à sua espera! Coração patrimonial do concelho, este edificado testemunha a sucessiva ocupação do território, concentrando um paço quinhentista, uma torre medieval e uma Villa tardo-romana.